I Seminário de Direito e Relações Internacionais faz sucesso e culmina em noite cultural emocionante

Na semana passada, ocorreu no auditório da Universidade o I Seminário de Direito e Relações Internacionais. O evento busca estreitar o diálogo entre os dois cursos e teve como tema proposto para a sua primeira edição os “30 anos da Constituição Cidadã de 1988”.

Na terça-feira, dia 06/11, os coordenadores Douglas Lemos e Marcos Bruno realizaram a abertura oficial, ressaltando a importância do diálogo entre as graduações e do tema em questão. Em seguida, a palestra magna ficou por conta dos professores Carlos Alexandre e Alexandra Lessa, mediados por Helen Carneiro. O primeiro docente evidenciou a relevância de eventos dessa natureza para as avaliações da CAPES e brindou uma excelente palestra com os tópicos: “O perfil da Constituição a partir do processo constituinte; os aspectos de sucesso e de fracasso da Constituição; e o papel do Supremo Tribunal Federal e o ativismo judicial”. Por sua vez, a professora tratou de “Acesso à Justiça e atuação estratégica da Defensoria Pública no amparo aos desvalidos”. Ao final da noite, uma mesa-redonda, composta pelas professoras Lauren Cunha e Flávia Mendes, mediadas por Sana Gimenes, versou sobre “A Constituição de 1988 como marco histórico no processo de redemocratização do Brasil”. A docente Lauren apresentou um retrospecto histórico da experiência constitucional brasileira, ao passo que Flávia debateu aspectos da redemocratização.

Na quarta-feira, dia 07/11, o Seminário abraçou também os discentes do turno matutino. A mesa-redonda “Introdução aos estudos de Direito Constitucional Ambiental e Direito Constitucional Internacional” contou com a presença dos professores Frank Pavan e Helen Carneiro, mediados por Douglas Lemos. O engenheiro e advogado cuidou da Constituição de 1988 como um importante marco para quem se dedica ao Direito Ambiental, frisando bem o exposto no artigo 225 da Constituição, além de outros assuntos. A procuradora apresentou artigos da Constituição que se revelam de suma importância para o Direito Internacional, como os que tratam dos princípios que regem o Brasil em suas relações internacionais, bem como os tratados internacionais de direitos humanos e a sistemática de competências para a celebração de tratados internacionais. No fim da manhã, o professor João Boechat, de forma super descontraída, versou sobre o conceito de soberania no século XXI.

Na quarta-feira, dia 07/11, o evento foi encerrado com uma grande noite cultural. Na ocasião, o professor Douglas Lemos foi responsável pela apresentação do espetáculo, que contou com participações de diversos artistas, entre os quais a assessora pedagógica da Universidade Márcia Cláudia, os dançarinos da Casa de Dança Beatriz Petrucci, a drag queen Teena Starling, a Cia de Dança Caldeirão Hits, a banda Mahntra, a graciosa artista mirim Júlia Ferreira, bem como os alunos e ex-alunos Manuelle Albuquerque, Marcos Azevedo, Camila Pimentel, João Arino, Juliana Barcelos, Maria Clara Brito e dos professores Raphael Peres, Virgínia e Elias Siqueira, entre outros. A noite cultural teve axé, tecnobrega, forró, funk, samba, arte drag, declamação de poesia… Tivemos uma explosão de culturas, um verdadeiro culto à diversidade brasileira.

Universidade é isso: construção, desconstrução, conhecimento, criação coletiva, derrubada de preconceitos e valorização da arte e da cultura nacionais.

Que venham outras edições do Seminário de Direito e Relações Internacionais!!!

Aguarde, realizando operação...
CLIQUE PARA ACESSAR: