Setembro amarelo: Falar é a melhor solução

Nos dias 4 e 5 de setembro, em diálogo com o movimento mundial de prevenção ao suicídio – Setembro Amarelo – a Universidade Candido Mendes realizou debates que reuniram profissionais da saúde mental, professores e alunos em mesas-redondas.

No primeiro dia, o evento contou com a presença da Psicóloga Nílvia Coutinho, do Psiquiatra José Francisco Assis Neto e do Terapeuta Holístico Victor DZ, sob a mediação da Professora Carol Poesia. A mesa foi dedicada ao tema “Transtornos mentais: o que são e como superá-los?” e rendeu bastante participação do público, que pode tirar dúvidas sobre o assunto e acolher pontos de vista de diferentes campos do saber.

No segundo dia, a mediação ficou por conta da Psicopedagoga Márcia Cláudia Dutra e os convidados foram o Psicólogo e Coach David Coelho e o Neurologista e Mestre em Saúde Coletiva Renato Gama. A discussão contemplou o tema “Exigências da contemporaneidade: existe saída?” e abordou situações práticas vividas pelas pessoas, sobretudo pelos estudantes.

Para finalizar o evento, foi realizada uma singela homenagem à Professora Carla Hercht, que atuou durante doze anos no curso de Direito da Universidade e faleceu no início do mês de agosto.

O “Setembro Amarelo” na Candido aconteceu por iniciativa dos alunos Mariana Rocha Santos (Engenharia Civil), Maria Clara de Souza Cardozo (Engenharia Civil), Jade de Sá Lopes (Engenharia de Produção), Vivian Menezes Naked (Direito) e Raíla Fernandes (Direito) com o apoio da Universidade.

Confira as fotos:

Aguarde, realizando operação...
CLIQUE PARA ACESSAR: